domingo, 15 de agosto de 2010

LUSITÂNIA

Os que avançam de frente para o mar
E nele enterram como uma aguda faca
A proa negra dos seus barcos
Vivem de pouco pão e de luar.

Sophia de Mello Breyner Andresen

2 comentários:

Cácian.Castro disse...

Parabéns pelo blog, gostei!

Abraços,
Cácian Castro

RAA disse...

Obrigado, Cácian, apareça muitas vezes!
Abraço também para si :|