quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

A uma palavra segue-se outra.
Passos na manhã,
nenúfares no teu lago preferido.

Finge que estás aqui onde ninguém entra,
e o Sol espera o fim
do sonho interrompido.

João Villalobos

2 comentários:

João Villalobos disse...

Muito obrigado :) Mas que é isto do silva? Abraço

RAA disse...

Estás com óptimo aspecto, meu caro!
O Silva é o que tu vês: um longo feixe de poemas de que gosto, onde também estás representado, e em boa companhia. Cabe-me, portanto, agradecer-te também. :|
Abraço.