sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Love's philosophy

The Fountains mingle with the river               Correm as fontes ao rio
And the rivers with the ocean,                      os rios correm ao mar;
The winds of heaven mix for ever                 num enlace fugidio
With a sweet emotion;                                 prendem-se as brisas no ar...
Nothing in the world is single,                      Nada no mundo é sòzinho:
All things by a law devine                             por sublime lei do Céu,
In one another's being mingle -                     tudo frui noutro carinho...
Why not I with thine?                                  Não hei-de alcançá-lo eu?

See the mountains kiss high heaven            Olha os montes adorando
And the waves clasp one another;              o vasto azul, olha as vagas
No sister-flower would be forgiven            uma a outra se osculando
If it disdain'd its brother:                            todas abraçando as fragas...
And the sunlight clasps the earth,               Vivos rútilos desejos,
And the moonbeams kiss the sea -            no sol ardente os verás:
What are all these kissings worth,              --Que me fazem tantos beijos,
If thou kiss not me?                                   se tu a mim mos não dás?

Shelley
(Luís Cardim)

3 comentários:

rose prado disse...

Oh! Os poetas devem estranhar a ausência de seu porta-voz.

- Decerto, abandonou o navio? - diz um.

- Não, por certo está a divertir-se em férias ....

- Boas férias...

RAA disse...

Esplêndida Rose!
Não foram férias, mas o seu comentário valeu pelas férias que não tive.
Um abraço.

rose prado disse...

Ah! Ah! Não teve férias e, amuado, emburrado, desdenhou os poetas, largou-os num canto...

Pobres poetas unem-se no Concílio dos Deuses. E Baco, o primeiro a falar:

- RAA!