domingo, 6 de fevereiro de 2011

A CIDADE (NÃO É LISBOA)

Grande como uma aldeia
pequena como gente que não se olha
as praças onde rimos e nos beijamos
os cafés onde conversamos

Tiago Gomes

2 comentários:

alice disse...

se me permite, é com todo o respeito que digo, uma sugestão só, não leve a mal, por favor, mas o facto de ter 2 posts visíveis na página inicial e a coluna lateral direita ser maior tira um pouco a estética ao blog... peço desculpa pelo comentário. bom.dia...

RAA disse...

Não levo nada a mal, pelo contrário :)
Tenho uma série de blogues, como deve saber, e a cara deles não me é indiferente. Neste, comecei por ter apenas um post visível. Aliás, nos dois primeiros anos, vinha aqui esporadicamente. Quando me tornei assíduo, passei a ter visíveis os posts do dia. É uma mania. Quanto à coluna da direita, em alguns dos meus blogues, que não neste, passei a encará-la como um blogue dentro do blogue.
Aqui limito-me a pôr semanalmente umas músicas, para quem as queira ouvir, e as capas de livros de onde tiro os poemas. Os rostos no final, de homens e mulheres que lutam pela liberdade ou são vítimas do terrorismo de estado e do outro, tive de tirá.los do Abencerragem, lá está, porque a coluna estava a ficar demasiado grande. E, também, porque a liberdade e os Direitos do Homem fazem com a poesia uma rima perfeita.