segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

CAIS

Nunca parti deste cais
e tenho o mundo na mão!
Para mim nunca é de mais
responder sim
cinquenta vezes a cada não.

Por cada barco que me negou
cinquenta partem por mim
Mundo pequeno para quem ficou...

Mundo pequeno para quem ficou...

Manuel Lopes

2 comentários:

rose prado disse...

Nem precisa , né, Senhor Poeta, no dentro há o mar.

RAA disse...

sentimento característico do ilhéu: a ilha como prisão e sufoco