quarta-feira, 20 de abril de 2011

RATOS E HOMENS

But if the while I think on thee, dear friend / All losses are restor'd, and sorrows end.


                                                                                                                                                                                          Shakespeare

No Bosque Proibido, romance de Mircea Eliade, Stefan refugiou-se do blitz londrino nas estações do Metro. No bolso levava sempre uma edição dos sonetos de Shakespeare, que lia obstinadamente enquanto as bombas caíam. Os Sonnets preservavam-no da ameaça lançada dos ceús. Nessa espécie de esgoto, a poesia fazia a diferença entre ratos e homens.

3 comentários:

rose prado disse...

mARAVILHA ....PUXA QUE LEGAL!

Vou usar com meus alunos em aula...p fazê-los refletir ...sobre a poesia.

RAA disse...

Que legal digo eu, Rose!
Um abraço.

rose prado disse...

!